Mercado de Capitais, 8ª edição

Visualizações: 997
Classificação: (0)

O autor oferece uma análise completa e sistematizada dos principais conceitos do mercado de capitais e suas operações, que, por meio de rigorosa exposição didática, torna o tema de fácil assimilação. Houve preocupação com a linguagem utilizada, de modo que esteja acessível ao leitor não tão familiarizado com o mercado. A obra caracteriza-se também por manter o enfoque prático, sempre que possível, sem, com isso, perder o rigor formal da teoria.

O conteúdo do livro estrutura-se em quatro partes. A Parte I - Ambiente financeiro -, de caráter introdutório, busca oferecer uma visão integrada de diversos conceitos fundamentais para a compreensão do ambiente financeiro, com base em uma abordagem sistêmica. As Partes II e III - Mercado de capitais e Bolsas de valores -, de caráter operacional, visam à criação de subsídios para o entendimento e a operação do mercado de capitais e das bolsas de valores.

Por último, a Parte IV tem caráter instrumental para pessoas que pretendem compreender e utilizar o mercado de capitais. Nela, são conceituadas e apresentadas as principais ferramentas para análise de ações como opção de investimento.

A obra contempla ainda o conteúdo adequado às certificações CPA-10 e CPA-20 da ANBIMA, CNPI da Apimec e PQO do segmento Bovespa, bem como de Agente Autônomo de Investimento (AAI) e Empregados das Instituições Financeiras com Atividades e de Distribuição de Títulos e Valores Mobiliários da ANCORD e CFP® - Certified Financial Planner - do IBCPF.

Livro-texto para a disciplina Mercado Financeiro e de Capitais e texto complementar para Administração Financeira dos cursos de graduação e pós-graduação em Administração, Ciências Contábeis e Economia. Leitura relevante para profissionais, num sentido amplo, bem como para investidores que devam tomar decisões envolvendo esse mercado.

 

17 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

PARTE I – 1 - Origem da Moeda e Intermediação Financeira

PDF Criptografado

1

Origem da Moeda e Intermediação

Financeira

Conteúdo

1.1 Atividade econômica

1.2 Primeiro estágio: economia de escambo

1.3 Segundo estágio: introdução da moeda

1.3.1 Histórico e evolução da moeda

1.3.2 O lastro da moeda

1.3.3 Oferta de moeda

1.3.4 Demanda por moeda

1.4 Terceiro estágio: intermediação financeira

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 3

07/19/2016 3:24:00 PM

1ª Prova

4 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

1.1 Atividade econômica

Esta seção visa contemplar a atividade econômica de uma nação como um todo, tanto no aspecto descritivo como no funcional. Especificamente, utilizaremos alguns conceitos macroeconômicos para analisar o fluxo circulatório da renda que uma nação gera e suas repercussões no mercado de capitais.

Identificação dos agentes macroeconômicos

O estudo macroeconômico trata da formação e distribuição do produto e da renda gerada pela atividade econômica a partir de um fluxo contínuo que se estabelece entre os chamados agentes macroeconômicos. Os agentes macroeconômicos são os responsáveis diretos pelas ações econômicas que desenvolvem no sistema e podem ser agrupados em função da natureza de suas ações econômicas em quatro grupos:

 

PARTE I – 2 - Sistema Financeiro

PDF Criptografado

2

Sistema Financeiro

Conteúdo

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 35

2.1 Conceitos e funções

2.2 Sistema financeiro internacional

2.2.1 Investidores internacionais

2.2.2 Centros financeiros globais

2.3 Sistema financeiro brasileiro

2.3.1 Órgãos normativos

2.3.2 Entidades supervisoras

2.3.2.1 Banco Central do Brasil (Bacen)

2.3.2.2 Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

2.3.2.3 Superintendência de Seguros Privados (SUSEP)

2.3.2.4 Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc)

2.3.3 Instituições financeiras

2.3.3.1 Instituições financeiras captadoras de depósito a vista

2.3.3.2 Demais instituições financeiras

2.3.4 Bancos múltiplos

2.3.5 Bancos públicos operadores de políticas governamentais

2.3.6 Sistema de Pagamento Brasileiro (SPB)

2.3.7 Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic)

2.3.8 Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Títulos (Cetip)

 

PARTE I – 3 - Mercados Financeiros

PDF Criptografado

3

Mercados Financeiros

Conteúdo

3.1 Mercados

3.1.1 Classificação

3.1.2 Participantes

3.2 Ativos ou produtos

3.2.1 Classificação

3.2.2 Ativos de renda fixa

3.2.3 Ativos de renda variável

3.3 Fundos de investimento

3.4 Tendências

3.4.1 Desregulamentação

3.4.2 Desintermediação

3.4.3 Securitização ou titularização

3.4.4 Inovação financeira

3.4.5 Globalização

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 85

07/19/2016 3:24:06 PM

1ª Prova

86 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

3.1 Mercados

Em uma economia, existem diversos tipos de mercados, que podem ser agrupados em: a) mercado de produtos, no qual operam bens manufaturados ou serviços; e b) mercado de fatores, que corresponde aos fatores de produção.

Neste capítulo trataremos da parte do mercado de fatores conhecida como mercado financeiro.

 

PARTE I – 4 - Crises Financeiras Internacionais

PDF Criptografado

4

Crises Financeiras Internacionais

Conteúdo

4.1 Anatomia das crises financeiras internacionais

4.1.1 Crises financeiras na história do pensamento econômico

4.1.2 Breves revisões das grandes crises

4.2 Crises da década de 1990

4.2.1 Crise japonesa (crise financeira e de subconsumo)

4.2.2 Crise do México (crise cambial-financeira)

4.2.3 Crise asiática

4.2.4 Crise russa

4.2.5 Comparação das crises

4.3 Crises financeiras no Mercosul

4.3.1 Crise brasileira

4.3.2 Crise argentina

4.3.3 Comparação das crises

4.4 Crises financeiras dos anos 2000

4.4.1 Crise do subprime

4.4.2 Crise financeira europeia: crise das dívidas soberanas

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 117

07/19/2016 3:24:09 PM

118 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

4.1 Anatomia das crises financeiras internacionais

Com o surgimento da globalização, as economias passaram a ser mais interligadas, diminuindo, consideravelmente, suas barreiras alfandegárias, formando blocos econômicos e expondo-se mais aos agentes internacionais. Somando-se a esse fenômeno, a fragilidade de sistemas econômicos que não aplicam os fundamentos macroeconômicos pode levar a uma crise financeira.

 

PARTE II – 5 - Mercado de Capitais

PDF Criptografado

5

Mercado de Capitais

Conteúdo

5.1 Mercado de capitais e a economia

5.1.1 Conceito e características

5.1.2 Financiamento de investimentos

5.1.3 Crescimento e desenvolvimento econômico

5.2 Mercado de capitais brasileiro

5.2.1 Evolução

5.2.2 Características

5.3 Participantes (players)

5.4 Investidores institucionais

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 179

07/19/2016 3:24:14 PM

180 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

5.1 Mercado de capitais e a economia

5.1.1 Conceito e características

O mercado de capitais pode ser definido como um conjunto de instituições e de instrumentos que negociam com títulos e valores mobiliários, objetivando a canalização dos recursos dos agentes compradores para os agentes vendedores. Ou seja, o mercado de capitais representa um sistema de distribuição de valores mobiliários que tem o propósito de viabilizar a capitalização das empresas e dar liquidez aos títulos emitidos por elas.

 

PARTE II – 6 - Valores Mobiliários

PDF Criptografado

6

Valores Mobiliários

Conteúdo

6.1 Valores mobiliários

6.2 Ações

6.2.1 Direitos das ações

6.2.2 Espécies de ações

6.2.3 Forma de circulação das ações

6.2.4 Classes das ações

6.2.5 Valor de uma ação

6.2.6 Ganhos com ações

6.2.7 Eventos societários

6.3 Depositary receipts (DR)

6.3.1 ADR

6.3.2 BDR

6.4 Debêntures

6.5 Commercial papers

6.5.1 Histórico

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 211

07/19/2016 3:24:18 PM

212 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

6.1 Valores mobiliários

Segundo as Leis no 6.385/76 e no 10.303/01, os valores mobiliários são todo investimento em dinheiro ou em bens suscetíveis de avaliação monetária, realizado pelo investidor em razão de uma captação pública de recursos, para fornecer capital de risco a um empreendimento, em que ele, o investidor, não tem ingerência direta, mas do qual espera obter ganho ou benefício futuro.

 

PARTE II – 7 - Mercado de Capitais e as Empresas

PDF Criptografado

7

Mercado de Capitais e as Empresas

Conteúdo

7.1 O acesso das empresas ao mercado de capitais

7.2 A abertura de capital

7.2.1 Preparações preliminares

7.2.2 A transformação societária

7.2.3 O processo de abertura de capital

7.2.4 Contratação de prestadores de serviço (auditoria e advogados)

7.2.5 Custos da abertura de capital

7.2.6 Mercado de acesso da Bovespa

7.3 Oferta pública de ações

7.3.1 Ofertas públicas de venda

7.3.2 Oferta pública de aquisição de ações (OPA)

7.3.3 Underwriting

7.3.4 Tipos de underwriting

7.3.5 Selecionando o underwriter

7.4 Initial Public Offering (IPO)

7.4.1 Estruturação legal ou pré-IPO

7.4.2 Estruturação de vendas

7.4.3 Estruturação do pós-venda

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 245

07/19/2016 3:24:20 PM

246 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

7.1 O acesso das empresas ao mercado de capitais

 

PARTE III – 8 - A Bolsa de Valores no Mundo

PDF Criptografado

8

A Bolsa de Valores no Mundo

Conteúdo

8.1 Bolsa de valores

8.1.1 Histórico

8.1.2 Definição e funções da bolsa

8.1.3 Circuito da negociação com ações

8.1.4 Tratamento das ordens

8.1.5 Pregão

8.1.6 Índices de ações

8.2 A bolsa no mundo

8.2.1 Bolsa de New York

8.2.2 Nasdaq

8.2.3 Bolsa de Tóquio

8.2.4 Bolsa de Londres

8.2.5 Comparação

8.3 Tendências para as bolsas de valores

8.3.1 Desmutualização das bolsas de valores

8.3.2 Consolidação das bolsas

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 305

07/19/2016 3:24:25 PM

306 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

8.1 Bolsa de valores

8.1.1 Histórico

A origem da bolsa é bastante remota. Alguns escritores, como Vázquez de Prada, a buscaram no emporium dos gregos, outros no collegium mercatorum dos romanos ou nos

Fundacks (bazares) dos palestinos. Nessa época, os comerciantes reuniam-se no centro das cidades para negociar ao ar livre, como qualquer mercado.

 

PARTE III – 9 - A Bolsa de Valores no Brasil

PDF Criptografado

9

A Bolsa de Valores no Brasil

Conteúdo

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 343

9.1 Consolidação das bolsas no Brasil

9.2 Bovespa

9.2.1 O papel da Bovespa

9.2.2 Mercados de bolsa e balcão da Bovespa

9.2.3 Novo Mercado

9.2.4 Índices

9.2.5 Exchange Traded Funds (ETF)

9.2.6 Desmutualização da Bovespa

9.3 Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F)

9.3.1 Participantes e suas estratégias

9.3.2 Mercados e produtos

9.3.3 Principais contratos

9.3.4 Desmutualização da BM&F

9.4 Surgimento da BM&FBovespa

9.4.1 Fusão entre Bovespa Holding e BM&F

9.4.2 As novas regras de acesso aos seus mercados

9.4.3 Ativos negociados

Questões para consolidação

Teste de verificação

07/19/2016 3:24:29 PM

344

Mercado de Capitais • Pinheiro

9.1 Consolidação das bolsas no Brasil

O processo de consolidação das bolsas no Brasil inicia-se com a incorporação da Bolsa de Mercadorias de São Paulo pela Bolsa Mercantil e de Futuros, em 1991, e culmina com a fusão da Bovespa e a BM&F, em 2008.

 

PARTE III – 10 - Negociações com Ações na BM&FBovespa

PDF Criptografado

10

Negociações com Ações na BM&FBovespa

Conteúdo

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 395

10.1 Introdução

10.1.1 Negociações

10.1.2 Produtos negociados

10.1.3 Mercados disponíveis na Bovespa

10.1.4 Classificação das ações para investimento

10.2 Operações na BM&FBovespa

10.2.1 Participantes

10.2.2 Acesso aos sistemas de negociação e processamento de operações

10.2.3 PUMA Trading System

10.2.4 A câmara de ações

10.2.5 O funcionamento do pregão e after-market

10.2.6 Leilões no pregão eletrônico

10.2.7 Liquidação das operações

10.2.8 Custódia das ações

10.3 Formador de mercado

10.4 Operação day trade

10.5 Aluguel de ações − BTC

10.6 Custos e tributação das operações

Questões para consolidação

Teste de verificação

07/19/2016 3:25:10 PM

396 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

10.1 Introdução

10.1.1 Negociações

As negociações com ações no mercado brasileiro são realizadas através de mercado eletrônico, cujo principal objetivo é viabilizar a realização de operação de compra e venda de ações em mercado livre e aberto.

 

PARTE III – 11 - Negociações a Prazo com Ações na BM&FBovespa

PDF Criptografado

11

Negociações a Prazo com Ações na

BM&FBovespa

Conteúdo

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 439

11.1 Introdução

11.2 Mercado a termo

11.2.1 Preço a termo

11.2.2 Liquidação do contrato

11.2.3 Operações de caixa e financiamento

11.2.4 Termo flexível

11.2.5 Termo em dólar

11.2.6 Termo em pontos

11.3 Mercado futuro

11.3.1 Preço teórico no mercado futuro

11.3.2 Posições em futuro

11.4 Mercado de opções

11.4.1 Opções de compra e de venda

11.4.2 Operações básicas

11.4.3 Prêmio no mercado de opções

11.4.4 Preço de uma opção

11.4.5 Opções sobre o Índice Bovespa e o IBX

11.4.6 Opções com preço de exercício em pontos de IGP-M e CDI

11.4.7 Opções referenciadas em dólar

11.5 Comparação dos mercados

Questões para consolidação

Teste de verificação

07/19/2016 3:25:29 PM

440

Mercado de Capitais • Pinheiro

11.1 Introdução

 

PARTE IV – 12 - A Análise Fundamentalista de Ações

PDF Criptografado

12

A Análise Fundamentalista de

Ações

Conteúdo

12.1 Origem e evolução da análise fundamentalista

12.2 Conceitos e definições da análise fundamentalista

12.3 Eficiência do mercado

12.4 Etapas do trabalho do analista fundamentalista

12.5 Análise top down e bottom up

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 477

07/19/2016 3:26:05 PM

478 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

12.1 Origem e evolução da análise fundamentalista

As origens da análise fundamentalista remontam ao final do século XIX e princípio do século XX. As grandes corretoras de bolsa tinham seus departamentos de análise compostos por profissionais de áreas exatas (estatísticos e matemáticos), que comparavam empresas do mercado através de alguns dados financeiros disponíveis. Em 1929, durante um curso ministrado por Benjamin Graham na Universidade de Columbia, em New York, intitulado “Investments”, surge a chamada análise fundamentalista, que revolucionou a análise de investimentos em ações e segue tendo grande importância nos dias atuais. As anotações e os exemplos utilizados durante o curso foram cuidadosamente organizados por um dos alunos, David Dodd, e constituíram a base para a publicação em 1934 do livro The inteligent investor and security analysis, a primeira tentativa de explicação do funcionamento do mercado acionário.

 

PARTE IV – 13 - Análise Macroeconômica e Setorial

PDF Criptografado

13

Análise Macroeconômica e Setorial

Conteúdo

13.1 Análise macroeconômica

13.1.1 Taxas de juros

13.1.2 Inflação

13.1.3 Taxa de câmbio

13.1.4 Crescimento econômico

13.1.5 Risco-país

13.1.6 Aplicação da análise macroeconômica

13.2 Análise setorial

13.2.1 Ciclo de vida de um setor

13.2.2 Perspectivas estratégicas do setor

13.2.3 Setor e o crescimento econômico

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 491

07/19/2016 3:26:06 PM

492 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

13.1 Análise macroeconômica

Para o desenvolvimento de uma análise da economia nacional, é necessária a utilização dos conceitos da teoria macroeconômica, que fornece os parâmetros para a mensuração da atividade econômica geral de um dado sistema econômico, tornando possível a utilização de um número restrito de variáveis fundamentais. Isso porque trabalha sobre as relações entre as diversas variáveis, eliminando muitos dos fatores que afetam o comportamento individual e permitindo a análise e a previsão do comportamento da economia e de seus agentes.

 

PARTE IV – 14 - Análise dos Fundamentos das Empresas

PDF Criptografado

14

Análise dos Fundamentos das Empresas

Conteúdo

14.1 Introdução

14.2 Análise da situação financeira

14.2.1 Análise da liquidez

14.2.2 Análise da estrutura patrimonial

14.2.2.1

Análise da estrutura de capitais

14.2.2.2

Análise da estrutura de imobilização

14.2.3 Análise do ciclo operacional

14.3 Análise da situação econômica

14.3.1 Análise do comprometimento do lucro (cobertura)

14.3.2 Análise do retorno

14.3.3 Índices para análise de desempenhos específicos

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 509

07/19/2016 3:26:16 PM

510 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

14.1 Introdução

Após a avaliação da influência das variáveis macroeconômicas no desempenho da empresa e da análise da performance do setor em relação aos demais setores da economia, passamos para o posicionamento da empresa dentro do setor ou setores de atuação.

 

PARTE IV – 15 - Valorização de Ações

PDF Criptografado

15

Valorização de Ações

Conteúdo

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 537

15.1 Conceitos e definições

15.2 Modelos baseados no valor patrimonial

15.2.1 Valor contábil

15.2.2 Valor contábil ajustado

15.3 Modelos baseados no desconto do fluxo de fundos

15.3.1 Método geral para desconto de fluxos

15.3.2 Desconto dos fluxos de caixa

15.3.3 Desconto de dividendos

15.4 Modelos baseados em índices bursáteis (múltiplos)

15.4.1 Valor dos lucros (P/L)

15.4.2 Valor do fluxo de caixa (PCFR)

15.4.3 Preço/Valor Patrimonial Ajustado (P/VPA)

15.4.4 Índice do EV/EBITDA

15.4.5 Índice P/R (Múltiplo de Receita)

15.4.6 Valor dos Dividendos (DY)

15.4.7 Índice de Pay-out

15.4.8 Síntese dos indicadores bursáteis

15.4.9 Stock Guide

Questões para consolidação

Teste de verificação

07/19/2016 3:26:33 PM

538 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

15.1 Conceitos e definições

 

PARTE IV – 16 - Análise Técnica de Ações

PDF Criptografado

16

Análise Técnica de Ações

Conteúdo

16.1

Conceitos e definições da análise técnica

16.2

Herança dos clássicos

16.3

16.4

16.2.1

Teoria de Charles Dow

16.2.2

Teoria das ondas de Elliot

Análise gráfica

16.3.1

Tipos de gráficos

16.3.2

Princípio das tendências na análise gráfica

16.3.3

Figuras gráficas

Indicadores técnicos

16.4.1

Indicadores de tendência

16.4.2

Osciladores

16.4.3

Aplicação dos indicadores técnicos à análise de tendências

Questões para consolidação

Teste de verificação

Prova_Final_Pinheiro_Mercado_Capitais.indb 569

07/19/2016 3:26:52 PM

570 

Mercado de Capitais  • Pinheiro

16.1 Conceitos e definições da análise técnica

Os primórdios da análise técnica deu-se por volta de 1700, quando algumas famílias japonesas começaram a formular o preço do que hoje denominamos “Contratos Futuros de Arroz”. Essas famílias passaram a acompanhar o comportamento do preço do arroz e formular tendências. Esse método é conhecido mundialmente como Candlestick.

 

Respostas dos Testes de Verificação

PDF Criptografado

Respostas dos Testes de Verificação

Capítulo 1: Origem da moeda e intermediação financeira

1.1.

Os agentes macroeconômicos são os responsáveis diretos pelas ações econômicas que desenvolvem no sistema e podem ser agrupados em função da natureza de suas ações econômicas em quatro grupos. Com base nessa afirmação, classifique a segunda coluna de acordo com o seguinte critério.

R: (2); (1); (3); e (4).

1.2.

Os recursos de produção são também chamados de fatores de produção e formam o conjunto dos fatores de produção que definem o potencial produtivo do sistema econômico. Com base nessa afirmação, classifique a segunda coluna de acordo com o seguinte critério.

R: (2); (1); e (3).

1.3.

Poupança é:

(x) parcela da renda não consumida.

1.4.

Os fatores motivadores para que se faça poupança são:

(x) todas as respostas estão corretas.

1.5.

Não são papéis importantes que a moeda cumpre na sociedade:

(x) facilidade de manuseio.

 

Detalhes do Produto

Livro Impresso
eBook
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPPD000205964
ISBN
9788597008524
Tamanho do arquivo
20 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados