Empreendedorismo Corporativo - Como ser Empreendedor, Inovar e Diferenciar na sua Empresa, 3ª edição

Autor(es): DORNELAS, José
Visualizações: 485
Classificação: (0)

Em Empreendedorismo Corporativo, empresas e gestores perceberão como os principais conceitos do tema podem ser aplicados nas organizações, qual o papel e de que forma se comporta o empreendedor corporativo, bem como será possível definir estratégias para agir de forma empreendedora. Trata-se, ainda, de um guia de desenvolvimento de ações que conduzirão a um ambiente dinâmico, fomentando a inovação e a busca de novas oportunidades. O empreendedorismo aqui é visto como uma atitude para desenvolver e manter uma cultura arrojada em negócios estabelecidos. O papel do empreendedor corporativo, seu perfil e os passos para adotar essa postura estratégica também são apresentados. A identificação, a avaliação e a implementação de novas oportunidades de negócios são discutidas de forma a prover o profissional com ferramentas para a busca da inovação, inclusive com testes, estudos de caso e checklists. Além disso, o planejamento das ações por meio de um plano de negócios corporativo é abordado, apresentando-se alguns exemplos de estruturas de planos de negócios. Finalmente, discutem-se as barreiras existentes para a incorporação do empreendedorismo na cultura empresarial, privilegiando a inovação como filosofia no ambiente de trabalho.Aplicação:Livro-texto para as disciplinas Empreendedorismo e Plano de Negócios, para os cursos de Administração, MBAs, Engenharias, Economia e Direito.Livro que atende ao público profissional, a empreendedores e executivos.

FORMATOS DISPONíVEIS

11 capítulos

Formato Comprar item avulso Adicionar à Pasta

1. Introdução

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

1

Introdução

Este livro apresenta a essência da teoria e a prática do empreendedorismo corporativo. É estruturado de forma a abordar três aspectos fundamentais: a inovação, como buscar e implementar oportunidades e como as pessoas podem enfatizar e adquirir novas habilidades empreendedoras. O livro procura dar um enfoque prático para as questões visando à objetividade e como implementar os conceitos nas organizações. Sugere ainda formas estruturadas ou passos para os empreendedores corporativos usarem as ferramentas aqui propostas. Porém, não deixa de ter uma preocupação conceitual com os termos abordados, sendo de especial interesse aos estudiosos do assunto.

Inicialmente, no Capítulo 2, faz-se uma análise da situação atual no mundo dos negócios, o que tem ocorrido, as transformações recentes que têm levado as empresas a buscarem novas formas de competição, o efeito da globalização dos mercados e a relação do empreendedorismo com o desenvolvimento econômico.

 

2. Empreendedorismo e desenvolvimento econômico

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

2

Empreendedorismo e desenvolvimento econômico

Nos últimos anos, muitas empresas têm procurado se renovar com o objetivo de acompanhar o rápido desenvolvimento tecnológico e a globalização dos mercados, bem como uma maior exigência dos consumidores por produtos e serviços de melhor qualidade e tecnologicamente mais avançados. O “velho” modelo econômico era regido por grandes empresas — caracterizadas por seus ativos físicos, número expressivo de funcionários, várias fábricas, imóveis, maquinários etc. —, prevalecendo o poder dos músculos e o tamanho físico, que criavam barreiras de entrada aos players de menor porte, que não ousavam competir com o gigante, dono do mercado. Isso vem sendo substituído aos poucos por um “novo” modelo, no qual as empresas mais ágeis, flexíveis e com respostas rápidas às demandas do mercado sobreviverão e prosperarão também de forma rápida. É comum observar a abrangência e capilaridade de novas empresas que nem existiam há cerca de dez anos e que se tornaram líderes de mercado em um curto espaço de tempo, fazendo com que os competidores, muitos dos quais ainda no paradigma do “velho” modelo econômico, tentem de todas as formas buscar a inovação para não perder ainda mais espaço no mercado que dominavam no passado. A era do conhecimento não é mais uma promessa, é um fato com o qual as empresas se deparam, e aquelas que estiverem preparadas para esse novo paradigma terão mais chances de sobreviver.

 

3. Necessidade do comportamento empreendedor nas organizações

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

3

Necessidade do comportamento empreendedor nas organizações

Quando se fala em comportamento empreendedor logo vem à tona o papel dos líderes nas organizações, ou seja, aqueles que comandam equipes, usam seu carisma e poder de persuasão para implementar seus projetos empresariais. Ao se observar a liderança por essa perspectiva pode-se imaginar que apenas aqueles gerentes e executivos de mais alto posto e hierarquicamente mais bem posicionados é que têm condições de implementar ações de cunho empreendedor. Este acaba sendo um grande erro que leva as empresas e seus funcionários a agirem de forma reativa, usando abordagens exageradamente top-down (ações de cima para baixo), limitando a disseminação de uma cultura empreendedora em todos os níveis organizacionais.

E por que seria interessante essa cultura empreendedora nos vários níveis organizacionais? Qual o propósito de se discutir ou implementar ações nesse sentido? Ora, ao se observar como o processo de inovação ocorre nas grandes corporações, nota-se que é de extrema importância o envolvimento e o bom entendimento entre as várias áreas da empresa, desde a área de pesquisa e desenvolvimento (P&D) — mesmo quando esta não é feita localmente —, a

 

4. Inovação: um imperativo organizacional

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

4

Inovação: um imperativo organizacional

O conceito de inovação, bem como sua prática, não é novo. Desde que a teoria das organizações foi sendo elaborada e os conceitos administrativos foram sendo desenvolvidos, a inovação sempre esteve presente. A inovação pode estar relacionada à criação de um novo produto, um serviço diferente que passa a ser oferecido a um determinado mercado, ou até mesmo à inovação dos processos, da forma com que a organização é estruturada etc. Mas o que leva as organizações a buscarem de forma incessante a inovação nos dias atuais? Por que a inovação se tornou um imperativo organizacional?

Para responder a essas questões é interessante entender um pouco melhor o fenômeno da inovação e como ele ocorre, para então se discutir como ela se tornou algo vital e estratégico para que as empresas tenham condições de se manterem competitivas em seus mercados.

Inovação tem a ver com a mudança, fazer as coisas de forma diferente, de criar algo novo, de transformar o ambiente onde se está inserido. É algo mais abrangente que apenas a comum relação que se faz com a criação de novos produtos ou serviços. É um termo econômico ou social mais do que técnico.1 O ato de criar algo novo está bastante relacionado a invenções, ideias geniais, lampejos repentinos que acabam por trazer à luz algo inédito. Quando se analisa a inovação apenas através dessa perspectiva, muito pouco se pode fazer em relação à prática da inovação nas organizações, pois, neste caso, dependeria de fatos isolados, ocasionais, de “sorte” etc. No entanto, quando

 

5. A prática do empreendedorismo corporativo

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

5

A prática do empreendedorismo corporativo

Definindo e entendendo o conceito

Quando se fala em empreendedorismo é natural que se ligue o tema à criação de novas empresas, que começam pequenas, sem muita estrutura e, aos poucos, vão tomando forma e, algumas delas, chegam ao sucesso. O tema empreendedorismo corporativo, empreendedorismo interno ou intraempreendedorismo, no entanto, não trata de algo novo ou de uma versão adaptada do empreendedorismo de start-up (de criação de novas empresas). Trata-se de ampliar a definição de empreendedorismo e aplicá-la a outras áreas sem perda conceitual. Ao entender o que significa o tema empreendedorismo, ficará mais claro ao leitor por que é possível cunhar o termo empreendedorismo corporativo e como as empresas poderão implementá-lo para promover as mudanças necessárias que levarão as organizações a praticarem a inovação, fator-chave para o sucesso.

Empreendedorismo significa fazer algo novo, diferente, mudar a situação atual e buscar, de forma incessante, novas oportunidades de negócio, tendo como foco a inovação e a criação de valor. As definições para empreendedorismo são várias, mas sua essência se resume em fazer diferente, empregar os recursos disponíveis de forma criativa, assumir riscos calculados, buscar oportunidades e inovar. Para Stevenson,1 empreendedorismo é o processo de cria-

 

6. Quem é o empreendedor corporativo

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

6

Quem é o empreendedor corporativo

Entendendo o papel dos empreendedores

Os empreendedores são pessoas ou equipes de pessoas com características especiais, que são visionárias, que questionam, que ousam, que querem algo diferente, que fazem acontecer, ou seja, que empreendem. Os empreendedores são pessoas diferenciadas, que possuem uma motivação singular, gostam do que fazem, não se contentam em ser mais uma na multidão, querem ser reconhecidas e admiradas, referenciadas e imitadas, querem deixar um legado.

Alguns conceitos administrativos predominaram em determinados períodos do século XX, em virtude de contextos sociopolíticos, culturais, de desenvolvimento tecnológico, de desenvolvimento e consolidação do capitalismo. A Figura 6.1 mostra quais desses conceitos foram mais determinantes: no início do século, foi o movimento da racionalização do trabalho; nos anos

1930, o movimento das relações humanas; nos anos 1940 e 1950, o movimento do funcionalismo estrutural; nos anos 1960, o movimento dos sistemas abertos; nos anos 1970, o movimento das contingências ambientais. No momento presente, não se tem um movimento predominante, mas acreditase que o empreendedorismo irá, cada vez mais, mudar a forma de se fazer negócios no mundo.

 

7. Identificando, avaliando e implementando novas oportunidades de negócios

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

7

Identificando, avaliando e implementando novas oportunidades de negócios

Ideias versus oportunidades

Talvez um dos maiores mitos a respeito de novas ideias de negócios é que elas devem ser únicas. O fato de uma ideia ser ou não única não importa. O que importa é como as empresas, por meio de seus empreendedores corporativos, utilizam uma ideia, inédita ou não, de forma a transformá-la em um produto ou serviço que as faça prosperar. As oportunidades é que geralmente são únicas, pois a empresa pode ficar vários anos sem observar e aproveitar uma oportunidade de desenvolver um novo produto, ganhar um novo mercado ou estabelecer uma parceria que a diferencie de seus concorrentes. Uma empresa pode buscar novas ideias devido a vários fatores, entre os quais destacam-se os seguintes propósitos:

Necessidade de crescimento

Existência de gaps (espaços, lacunas não preenchidas) no mercado

Necessidade de melhorar a performance financeira

 

8. O plano de negócios

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

8

O plano de negócios

Após identificação, análise e decisão de se explorar uma oportunidade, o próximo passo a ser dado pelo empreendedor corporativo é o desenvolvimento de um plano de negócios, que lhe ajudará no planejamento das atividades relacionadas ao projeto sob análise. O plano de negócios pode ser considerado, sem dúvida, como a principal ferramenta do empreendedor, independentemente do tipo de projeto ou negócio em questão. Essa ferramenta se aplica ao empreendedorismo de start-up, ao empreendedorismo social e também ao empreendedorismo corporativo. A diferença é que no empreendedorismo corporativo o plano de negócios deverá sempre levar em consideração as estratégias de negócio da organização, se a oportunidade casa com o que a organização está fazendo ou pretende fazer, como incorporar o projeto dentro da corporação atual ou como será feita a criação do novo negócio. Os demais aspectos são muito similares ao planejamento de qualquer outro negócio ou projeto. E, ainda, como foi visto no modelo de Timmons, o plano de negócios é parte fundamental do processo empreendedor.

 

9. Mantendo um ambiente de suporte ao empreendedorismo corporativo

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

9

Mantendo um ambiente de suporte ao empreendedorismo corporativo

O empreendedorismo corporativo só será efetivo em uma organização caso o ambiente corporativo seja propício para que isso ocorra. De nada adiantará a organização definir metas, estabelecer programas de treinamento e passar aos seus colaboradores que o empreendedorismo é a chave para o sucesso da empresa, caso ele não faça parte da cultura organizacional. Como foi discutido nos capítulos anteriores, empreendedorismo envolve pessoas e processos com o objetivo de buscar novas oportunidades de inovação. Assim, a organização que busca usufruir os benefícios que o empreendedorismo pode trazer tem que implementar programas internos de suporte ao empreendedorismo.

Esses programas devem focar o desenvolvimento dos funcionários, a estrutura organizacional, seus processos e ainda o seu direcionamento estratégico.

A organização deve incorporar o empreendedorismo em sua estratégia de negócios, em seus valores organizacionais, e deve definir metas de inovação, bem como implementar meios para atingi-las. Em qualquer programa desse tipo sempre existirão barreiras que precisarão ser transpostas. Essas barreiras podem estar ligadas a aspectos comportamentais e de hierarquia, competições internas ou de incompatibilidade com o que a empresa faz, aonde quer chegar ou o que tem que mudar hoje para atingir os resultados esperados no futuro. Mudança é algo necessário e um dos imperativos organizacionais mais discutidos. Porém, gerenciar a mudança é algo difícil, pois não existem regras ou receitas predefinidas que possam ser seguidas. A busca da

 

10. O futuro da corporação empreendedora

PDF Criptografado

C A P Í T U L O

10

O futuro da corporação empreendedora

Empreender já é um verbo bastante difundido no mundo corporativo, não só no ambiente das start-ups. A palavra empreendedorismo e o conceito de fazer diferente têm sido debatidos nos meios de comunicação e internamente nas organizações. A necessidade de se praticar o empreendedorismo corporativo

é evidente e já bastante aceita por várias organizações. O como fazer, ideias de como implementar estratégias empreendedoras e disseminar o empreendedorismo por toda a organização foram apresentados nos capítulos anteriores. O grande desafio agora é a implementação desses conceitos.

O futuro da organização empreendedora dependerá de executivos ousados, daqueles que não se contentam com resultados imediatos, e que buscam deixar um legado, seu nome na história da corporação. Esses empreendedores sempre foram e continuarão a ser os grandes responsáveis pelas inovações que surgirão nos próximos anos. Não aceitar as coisas como são, as regras predefinidas e a repetição de receitas bem-sucedidas do passado é o primeiro passo para se entrar no mundo do empreendedorismo corporativo. Atualizarse, entender o meio à sua volta, entender como se relacionar e praticar o networking são outros aspectos-chave para aqueles que anseiam ser denominados empreendedores corporativos.

 

Apêndice | Testes de perfil e desenvolvimento de habilidades empreendedoras

PDF Criptografado

Apêndice

Testes de perfil e desenvolvimento de habilidades empreendedoras

No site www.josedornelas.com.br você encontra um conjunto de materiais, cursos (incluindo um curso EAD gratuito completo sobre empreendedorismo corporativo), vídeos, testes, jogos etc. para desenvolver suas habilidades empreendedoras e que complementam os testes apresentados a seguir.

Teste 1 – Autoavaliação de perfil empreendedor

(ambiente, atitudes e know-how)

1. Atribua à sua pessoa uma nota de 1 a 5 para cada uma das características a seguir e escreva a nota na última coluna.

2. Some as notas obtidas para todas as características.

3. Analise seu resultado global com base nas explicações ao final.

4. Destaque seus principais pontos fortes e pontos fracos.

5. Quais dos pontos fortes destacados são mais importantes para o desempenho de suas atribuições atuais no seu trabalho?

6. Quais dos pontos fracos destacados deveriam ser trabalhados para que o seu desempenho no trabalho seja melhorado? É possível melhorá-los?

 



Detalhes do Produto

Livro Impresso
Book
Capítulos

Formato
PDF
Criptografado
Sim
SKU
BPP0000206324
ISBN
9788521630159
Tamanho do arquivo
14 MB
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
Formato
PDF
Criptografado
Sim
Impressão
Desabilitada
Cópia
Desabilitada
Vocalização de texto
Não
SKU
Em metadados
ISBN
Em metadados
Tamanho do arquivo
Em metadados