Crie suas própias Pastas

Selecione capítulos de diferentes livros e organize-os em sua própria pasta, de forma simples e rápida. Você pode ainda personalizar a capa e disponibilizar o conteúdo em nossa loja para seus alunos ou colegas.

Educação
Pesquisa
Lazer

Capítulos Selecione um ou vários capítulos para montar sua Pasta

Medium 9788527731355

43 - Atividades Secretoras do Tubo Gastrintestinal

REECE, William O. (ed.) Grupo Gen PDF Criptografado

43

Atividades Secretoras do Tubo Gastrintestinal

Jesse P. Goff

Papel da saliva na digestão, 467

Células nas vilosidades do intestino delgado, 477

Secreções gástricas, 467

Povoamento e repovoamento das criptas e das vilosidades, 477

Secreções do estômago fúndico, 468

Fluxo sanguíneo na lâmina própria da vilosidade, 477

Células parietais e secreção de ácido, 468

Secreção de cloreto, sódio e água pelos enterócitos das criptas, 478

Controle da secreção de ácido pelas células parietais, 469

Secreção das células das criptas como resposta a inflamação ou patógenos, 478

Úlceras, 471

Fígado, 472

Anatomia microscópica do fígado, 472

Secreção biliar, 473

Diarreia secretora causada por enterotoxinas bacterianas, 481

Secreção de IgA secretora pelas células epiteliais intestinais, 482

Intestino grosso, 482

Pâncreas, 474

Resumo da secreção acidobásica, 483

Intestino delgado, 475

Ver todos os capítulos
Medium 9788527726900

Capítulo 28 - Infecções por Clamídias

GREENE, Craig E. Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo 28

Infecções por Clamídias

Jane E. Sykes e Craig E. Greene

Etiologia

O gênero Chlamydophila é um membro da ordem Chlamydiales e da família Chlamydiaceae. As clamídias são parasitos intracelulares obrigatórios, geralmente gram‑negativos, que, à semelhança das bac‑ térias, apresentam parede celular, DNA e RNA, porém carecem dos mecanismos metabólicos necessários para a sua sobrevida e replica‑

ção autônomas. Esses mi­cror­ga­nis­mos multiplicam‑se por divisão binária dentro dos vacúo­los citoplasmáticos delimitados por mem‑ brana da célula hospedeira. As clamídias apresentam um ciclo de desenvolvimento incomum, que envolve formas tanto extracelular

(cor­púsculo elementar) quanto intracelular (cor­púsculo re­ticulado)

(Figura 28.1).

Os cor­púsculos elementares são pequenas partículas infecciosas

(0,2 a 0,6 mm) resistentes e metabolicamente inativas, com paredes celulares rígidas. Eles sofrem migração extracelular transitória para infectar novas células, onde, no interior de inclusões vacuolares, transformam‑se em formas replicativas vegetativas maiores. Essas formas maiores (com 0,5 a 1,5 mm), conhecidas como cor­púsculos re­ticulados, carecem de paredes celulares e não são infecciosas. Os cor­púsculos re­ticulados proliferam por brotamento e divisão den‑ tro da ve­sícula citoplasmática ou fagossoma da célula hospedeira.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547204693

Capítulo II - Dos Crimes

MARCÃO, Renato Editora Saraiva PDF Criptografado

94

tóxicos – Lei n. 11.343, de 23 de agosto de 2006

Capítulo II

Dos Crimes

Art. 33. Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar:

Pena – reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa.

§ 1º Nas mesmas penas incorre quem:

I – importa, exporta, remete, produz, fabrica, adquire, vende, expõe à venda, oferece, fornece, tem em depósito, transporta, traz consigo ou guarda, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, matéria-prima, insumo ou produto químico destinado à preparação de drogas;

II – semeia, cultiva ou faz a colheita, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar, de plantas que se constituam em matéria-prima para a preparação de drogas;

Ver todos os capítulos
Medium 9788547227661

Gabarito

MAZZA, Alexandre Editora Saraiva PDF Criptografado

406

Manual de Direito Administrativo

103. (Analista do Instituto Rio Branco – Esaf) Assinale a opção que contempla exemplo de ato administrativo desprovido de executoriedade: a) Apreensão de mercadoria. b) Interdição de estabelecimento. c) Cassação de licença para conduzir veículo. d) Demolição de edifício em situação de risco. e) Cobrança de multa administrativa.

104. (Analista do TCU – Esaf) Assinale entre os atos administrativos abaixo aquele que não está viciado. a) Ato de remoção de servidor para localidade distante como forma de punição. b) Portaria de presidente de autarquia rodoviária declarando imóvel de utilidade pública para fins de desapropriação. c) Ato de interdição de estabelecimento comercial, sem prévio contraditório, em caso de risco iminente para a saúde pública. d) Contratação direta, amparada em notória especialização do contratado, para serviços singulares de publicidade. e) Decreto de governador de Estado declarando utilidade pública de imóvel rural para fins de desapropriação para reforma agrária.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547213510

Capítulo 22 - EFEITOS JURÍDICOS DASENTENÇA DECLARATÓRIA EM RELAÇÃO AOS CONTRATOS

NEGRAO, Ricardo Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo 22

EFEITOS JURÍDICOS DA

SENTENÇA DECLARATÓRIA EM

RELAÇÃO AOS CONTRATOS

Sumário: 22.1. Conceitos. 22.2. Contratos bilaterais. 22.2.1. Natureza sinalagmática do contrato bilateral. 22.2.2. Resolução do contrato bilateral por insolvência de uma das partes. 22.2.3. Rescisão contratual requerida por uma das partes.

22.2.4. Efeitos da rescisão judicial do contrato bilateral. 22.2.5. Efeitos da inexecução dos contratos. 22.2.6. Efeitos dos contratos unilaterais em curso na falência.

22.3. Regras gerais aplicáveis aos contratos bilaterais na falência – o cumprimento pelo administrador judicial. 22.3.1. A regra especial na falência. 22.3.2. A faculdade do administrador judicial e do Comitê. 22.3.3. A interpelação do administrador judicial. 22.3.4. O ressarcimento do contratante em razão do não cumprimento pelo administrador judicial. 22.3.5. Efeito da condição resolutiva expressa pelas partes antes da falência. 22.3.6. Efeitos do cumprimento do contrato. 22.4. Introdução aos contratos bilaterais na falência. 22.5. Falência do vendedor que não entregou a coisa contratada. 22.5.1. Contrato de entrega de coisas compostas. 22.5.2. Contrato de venda de coisas móveis vendidas a prestação pelo falido. 22.6. Falência do comprador que não pagou a coisa contratada. 22.7. Contrato de compra e venda com reserva de domínio. 22.7.1. Contrato com cláusula de alienação fiduciária.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos