Crie suas própias Pastas

Selecione capítulos de diferentes livros e organize-os em sua própria pasta, de forma simples e rápida. Você pode ainda personalizar a capa e disponibilizar o conteúdo em nossa loja para seus alunos ou colegas.

Educação
Pesquisa
Lazer

Capítulos Selecione um ou vários capítulos para montar sua Pasta

Medium 9788527726993

12 Impactos Sociais e Ambientais na Alimentação

Andréa Maciel Arantes Grupo Gen ePub Criptografado

A nutrição do ser humano pode ser alterada por muitos fatores, entre eles o meio ambiente e o meio social. As condições de saúde, embora inicialmente individuais, também são resultado do sistema alimentar proposto pela sociedade, condicionado a agricultura, geografia, ecologia, cultura, economia e política; afinal, não se vive sozinho, o ser humano está sujeito ao ambiente em que vive.

Conforme o Guia Alimentar para a População Brasileira, proposto pelo Ministério da Saúde em 2006:

Esses são fatores que afetam a saúde de todos. Se esses sistemas produzem alimentos que são inadequados ou inseguros que aumentam o risco das doenças, eles precisam ser mudados. É aqui que se manifesta com maior propriedade o poder do Estado, no que se refere à proteção da saúde da população. O Estado, por intermédio de suas políticas públicas, tem a responsabilidade de fomentar mudanças socioambientais, em nível coletivo, para favorecer as escolhas saudáveis em nível individual ou familiar.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553603923

11. RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO E SEGURANÇ A PÚBLICA: STF, AI 400.336

PDF Criptografado

331

responsabilidade civil do estado

Nesses casos, a responsabilidade será INDIVIDUAL do magistrado, devendo reparar os prejuízos que causou. Porém, por ser o magistrado agente do Estado, será responsável a pessoa jurídica federativa, assegurada a esta o direito de regresso contra o juiz. c) questiona-se a incidência ou não da responsabilidade civil do Estado pela violação ao princípio da duração razoável do processo (art. 5º, LXXVIII, da Constituição).

Para André Luiz Nicolitt, citado por José dos Santos Carvalho Filho17, se a violação do Princípio da Duração Razoável do Processo decorreu de FALHA no serviço judiciário ou em paralisações injustificadas do processo, houve responsabilidade civil do Estado, nos termos do art. 37, § 6º, da Constituição Federal.

José dos Santos Carvalho Filho entende que se há responsabilização, esta deverá ser apurada no campo da RESPONSABILIDADE SUBJETIVA DO ESTADO, de forma que restaria configurada a responsabilidade em ocorrendo culpa no serviço.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527724289

Capítulo 9 - Revisão dos Nervos Cranianos

MOORE, Keith L.; AGUR, Anne M. R.; DALLEY, Arthur F. Grupo Gen PDF Criptografado

C apítulo

9

Revisão dos

Nervos Cranianos

Considerações gerais sobre os nervos cranianos,  643

Nervo glossofaríngeo (NC IX),  663

Motor somático (branquial),  663

Nervo olfatório (NC I),  649

Motor visceral (parassimpático),  663

Nervo óptico (NC II),  651

Sensitivo somático (geral),  663

Nervo oculomotor (NC III),  653

Sensitivo especial (paladar),  664

Nervo troclear (NC IV),  654

Sensitivo visceral,  664

Nervo abducente (NC VI),  655

Nervo vago (NC X),  664

Nervo trigêmeo (NC V),  656

Motor somático (branquial),  665

Nervo facial (NC VII),  659

Motor visceral (parassimpático),  665

Motor somático (branquial),  659

Sensitivo somático (geral),  667

Motor visceral (parassimpático),  659

Sensitivo especial (paladar),  667

Sensitivo somático (geral),  659

Sensitivo visceral,  668

Sensitivo especial (paladar),  659

Nervo vestibulococlear (NC VIII),  659

Ver todos os capítulos
Medium 9788530979980

Capítulo XVI - Responsabilidade Civil pelo Furto de Automóvel em Estabelecimentos Comerciais e Análogos

PEREIRA, Caio Mario da Silva Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo XVI

Sumário

Em garagens, estabelecimentos de ensino, postos de gasolina, restaurantes e hotéis,

Bibliografia

Responsabilidade Civil pelo Furto de Automóvel em Estabelecimentos

Comerciais e Análogos

Aguiar Dias. Da responsabilidade civil. Rio de Janeiro: Forense, 1994. v. 2; Alex Weill e

supermercados, shopping centers. Teoria da guarda. Contrato de depósito. Responsabilidade por culpa aquiliana.

François Terré. Droit Civil: les obligations. Paris: Dalloz, 1972; Alvino Lima. Culpa e risco.

São Paulo: Revista dos Tribunais, 1963; Caio Mário da Silva Pereira. Shopping centers.

Organização econômica e disciplina jurídica. In: Revista dos Tribunais, São Paulo: Revista dos Tribunais, v. 580; Carlos Alberto Menezes Direito. Anotações sobre a responsabilidade civil por furto de automóveis em shopping centers. In: Revista dos Tribunais,

São Paulo: Revista dos Tribunais, jan./1990. v. 79, n. 651, pp.235-9; Clóvis Beviláqua.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527715386

10- Dosagem de Colesterol

COMPRI-NARDY, Mariane B.; STELLA, Mércia Breda; OLIVEIRA, Carolina de Grupo Gen PDF Criptografado

10

Dosagem de

Colesterol

X

Introdução, 78

X

Atividade prática: dosagem de colesterol, 79

Objetivo, 79

Materiais e método, 79

Resultados e conclusão, 80

Valores de referência, 80

Causas de alterações no colesterol sérico, 81

X

Questões, 81

Nardy.indd 77

8/1/2009 11:52:32

78

X

Práticas de Laboratório de Bioquímica e Biofísica

Introdução

O colesterol, um esterol, exerce papel essencial na estrutura das membranas de todas as células do organismo, bem como é precursor dos hormônios esteróides, da vitamina D e dos

ácidos biliares.

A fórmula apresentada na Figura 10.1 mostra que o colesterol é um esterol com um radical alcoólico e que a cadeia carbonada ligada ao C17 confere ao composto uma solubilidade semelhante

à dos lipídios (solúvel em solventes orgânicos, tipo éter e clorofórmio).

O colesterol pode ser proveniente da dieta nos produtos de origem animal e sintetizado endogenamente a partir do composto simples com dois átomos de carbono (acetil-CoA). Praticamente todas as células humanas são capazes de produzir colesterol.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos