Crie suas própias Pastas

Selecione capítulos de diferentes livros e organize-os em sua própria pasta, de forma simples e rápida. Você pode ainda personalizar a capa e disponibilizar o conteúdo em nossa loja para seus alunos ou colegas.

Educação
Pesquisa
Lazer

Capítulos Selecione um ou vários capítulos para montar sua Pasta

Medium 9788502638419

EFEITOS DA CONDENAÇÃOE REABILITAÇÃO xxxviii

BITENCOURT, Cezar Roberto Editora Saraiva PDF Criptografado

EFEITOS DA CONDENAÇÃO

E REABILITAÇÃO

xxxviii

Sumário: 1. Efeitos gerais. 2. Efeitos extrapenais. 2.1. Efeitos genéricos.

2.2. Efei­tos específicos. 2.3. Perda de cargo ou função pública, por condenação criminal a pena inferior a um ano. 3. Reabilitação. 3.1. Pressupostos e requisitos necessários. 3.2. Efeitos da reabilitação. 3.3. Revogação da reabilitação. 3.4. Competência e recurso.

1. Efeitos gerais

A sanção penal é a consequência jurídica direta e imediata da sentença penal condenatória. No entanto, além dessa consequência jurídica direta, a sentença condenatória produz outros tantos efeitos, ditos secundários ou acessórios, de natureza penal e extrapenal. Os de natureza penal estão insertos em diversos dispositivos do próprio Código Penal, do Código de Processo Penal e da Lei de

Execução Penal. Os de natureza extrapenal encontram-se elencados nos arts. 91 e 92 do estatuto repressivo, e são denominados efeitos genéricos e efeitos específicos da condenação, que, a seguir, serão examinados.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547223977

Capítulo I - O assassinato da irmã enlutada pelo inimigo abatido

LIEBS, Freiburg Detlef Editora Saraiva PDF Criptografado

Capítulo I

O assassinato da irmã enlutada pelo inimigo abatido

O processo dos Horácios, supostamente por volta de 670 a. C.

1. A

história

Roma e a igualmente latina cidade de Alba Longa entraram em conflito pela predominância na região do Latium. Para que ambas não se enfraquecessem mutuamente e, assim, terceiros com sede de poder disto se aproveitassem, as cidades concordaram em decidir a querela numa luta dual. Em ambas as tropas havia trigêmeos: do lado romano, da família dos Horácios; do lado albano, os Curiáceos. Estes seis deveriam lutar entre si até que um lado se sagrasse vencedor. A luta correu mal no início para o lado romano. Dois dos Horácios logo sucumbiram, mas o terceiro gêmeo nem mesmo se feriu, enquanto do lado Curiáceo todos se machucaram com intensidade variada; uns mais, outros menos. O Horácio sobrevivente astuciosamente fingiu covardia e fugiu. Os três Curiáceos foram ao seu encalço, mas, diante do diferente estado dos ferimentos de cada um, não correram todos com a mesma rapidez. Dessa maneira, o Horácio se virava repentinamente contra aquele que estava em sua perseguição e o abatia. Um após o outro. Roma havia vencido e Alba Longa teve de se curvar à predominância romana.

Ver todos os capítulos
Medium 9788547211752

Prova Simulada 13

MARTINO, Agnaldo Editora Saraiva PDF Criptografado

11

Provas Simuladas

595

Prova Simulada 13

1. Conforme as ideias do texto, assinale a opção correta.

O industrial brasileiro entrou em 2008 otimista, prevendo um bom nível de atividade para o primeiro semestre, segundo a sondagem recém-divulgada pela Confederação Nacional da

Indústria (CNI).

A pesquisa foi realizada em 22 Estados, com executivos de 1.394 empresas, entre os dias 2 e

22 de janeiro. Este último detalhe é especialmente importante: a expectativa dos entrevistados, aparentemente, não foi afetada pelo noticiário sobre a crise internacional e sobre o risco de uma recessão nos Estados Unidos. A grande aposta, segundo o levantamento, é no dinamismo do mercado interno, porque há pessimismo quanto à evolução das exportações

— mas essa avaliação já foi encontrada na edição anterior da sondagem, no trimestre anterior.

A boa disposição do empresariado foi confirmada pelos últimos números da Fiesp, distribuídos na quarta-feira, um dia depois de a CNI divulgar sua sondagem. No ano passado, o nível de atividade da indústria paulista foi 6,1% superior ao de 2006 e o dinamismo conservou-se até o último mês. Em dezembro, o nível de atividade ficou 7% acima do registrado um ano antes.

Ver todos os capítulos
Medium 9788527728188

24 Manejo de Clientes com Doenças Pulmonares Crônicas

CHEEVER, Kerry H; BRUNNER, Lillian Sholtis; SUDDARTH, Doris Smith Grupo Gen PDF Criptografado

Capítulo

24

Manejo de Clientes com

Doenças Pulmonares Crônicas

Objetivos do aprendizado

Após ler este capítulo, você será capaz de:

1 Descrever a fisiopatologia da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC).

2 Discutir os principais fatores de risco para o desenvolvimento de DPOC e as intervenções de enfermagem para minimizar ou evitar esses fatores de risco.

3 Aplicar o processo de enfermagem como referencial para o cuidado de clientes com DPOC.

4 Elaborar um plano de ensino-aprendizagem para o cliente com DPOC.

5 Descrever a fisiopatologia da bronquiectasia e relacioná-la com os sinais e sintomas de bronquiectasia.

6 Identificar o manejo clínico e de enfermagem das bronquiectasias.

7 Descrever a fisiopatologia da asma brônquica.

8 Discutir os medicamentos usados no tratamento da asma brônquica.

9 Descrever as estratégias de autocuidado da asma brônquica.

10 Descrever a fisiopatologia da fibrose cística.

Ver todos os capítulos
Medium 9788582714621

Capítulo 66. Anestesia em cirurgia geniturinária

James Manica Grupo A PDF Criptografado

Anestesia em cirurgia geniturinária

66.

Anestesia em cirurgia geniturinária

Ildo Meyer

Leonardo Elman Meyer

A anestesia para procedimentos geniturinários está atualmente entre as de maior volume nos mapas cirúrgicos devido aos procedimentos endoscópicos e laparoscópicos, bem como ao diagnóstico precoce de patologias graves que, muitas vezes, chegavam aos urologistas em condições inoperáveis. Com relação aos pacientes urológicos, em geral são idosos portadores de comorbidades que aumentam o risco cirúrgico.1

Os rins, órgãos vitais do organismo, localizam-se de ambos os lados da coluna vertebral, atrás das últimas costelas, medindo aproximadamente 10 cm de comprimento, 5 cm de largura e 3 cm de espessura, pesando em torno de 150 gramas cada um. Eles possuem várias funções, sendo a principal delas a filtragem do plasma com excreção de toxinas e dejetos do metabolismo corporal, mantendo um constante equilíbrio hídrico, osmolar, acidobásico e eletrolítico. Secretam renina, eritropoetina e têm um papel importante na regulação da pressão arterial. O 25-hidroxicolecalciferol é convertido em 1,25-di-hidroxicolecalciferol

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos