Crie suas própias Pastas

Selecione capítulos de diferentes livros e organize-os em sua própria pasta, de forma simples e rápida. Você pode ainda personalizar a capa e disponibilizar o conteúdo em nossa loja para seus alunos ou colegas.

Educação
Pesquisa
Lazer

Capítulos Selecione um ou vários capítulos para montar sua Pasta

Medium 9788580552690

Caso 48

Eugene C. Toy; Donald Briscoe; Bruce Britton Grupo A PDF Criptografado

CASO 48

Uma mãe traz sua filha de 18 meses ao consultório para uma consulta por demanda livre devido a uma erupção cutânea. Teve febre alta, não medida, nos

últimos três dias, juntamente com alguns sintomas respiratórios leves. Recebeu paracetamol para a febre, mas nenhuma outra medicação. A febre diminuiu no

último dia, mas hoje ela desenvolveu um rash. A erupção surgiu subitamente, começando no tronco e se espalhando para as extremidades. A criança não apresenta uma história médica significativa e nenhum contato doente conhecido, embora frequente uma creche três dias por semana. Ao exame, está levemente irritadiça, mas se consola facilmente no colo da mãe. Tem um perceptível rash eritematoso de pequenas máculas e pápulas cuja coloração diminui à palpação. O restante de seu exame é normal.

Qual é o diagnóstico mais provável?

 Qual é a causa mais provável dessa doença?

 Qual é o tratamento apropriado?

472

TOY, BRISCOE & BRITTON

Ver todos os capítulos
Medium 9788597018882

Capítulo 4 – Estrutura de Capital e Gestão de Lucro

HOJI, Masakazu Grupo Gen PDF Criptografado

4

ESTRUTURA DE CAPITAL

E GESTÃO DE LUCRO

4.1 ESTRUTURA DE CAPITAL

Para financiar os ativos totais, as fontes de recursos provêm de passivos e patrimônio líquido. Os passivos podem ser classificados em:

• Passivos de financiamento.

• Passivos de funcionamento.

A estrutura de capital de uma empresa é formada por fontes de recursos onerosos, que financiam os ativos e que são chamadas de passivos de financiamento, e pelo patrimônio líquido.

O volume de recursos aplicado nos ativos pode ser composto de recursos de terceiros (empréstimos e financiamentos, por exemplo) e recursos dos sócios ou acionistas (recursos novos ou lucros retidos), que aplicados em ativos de natureza duradoura (ativos fixos) têm o objetivo de gerar resultado econômico.

Para análise e decisão com relação à estrutura de capital, somente os fundos permanentes e de longo prazo são considerados, pois, por serem de natureza estratégica, as estruturas de capitais não são alteradas com frequência. No entanto, em algumas empresas com problemas de crédito, o capital de curto prazo pode assumir importância significativa, substituindo o capital de longo prazo (HOJI, 2017).

Ver todos os capítulos
Medium 9788530984588

Capítulo 14 - Processo Administrativo

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella Grupo Gen PDF Criptografado

14

Processo Administrativo

14.1 PROCESSOS ESTATAIS

O vocábulo processo, etimologicamente, tem o sentido de marcha para a frente, avanço, progresso, desenvolvimento; seria, na linguagem de José Frederico Marques, um “fenômeno em desenvolvimento”. O processo é sempre forma, instrumento, modo de proceder.

Assim, pode-se falar em processo num sentido muito amplo, de modo a abranger os instrumentos de que se utilizam os três Poderes do Estado – Judiciário, Legislativo e

Executivo para a consecução de seus fins. Cada qual, desempenhando funções diversas, se utiliza de processo próprio, cuja fonte criadora é a própria Constituição; ela estabelece regras fundamentais de competência e de forma, institui os órgãos, define suas atribuições, confere-lhes prerrogativas, impõe-lhes obrigações, tudo com o objetivo de assegurar a independência e o equilíbrio no exercício das suas funções institucionais e, ao mesmo tempo, garantir que esse exercício se faça com respeito aos direitos individuais, também assegurados pela Constituição.

Ver todos os capítulos
Medium 9788553600809

econômico destinada ao Sebrae

PAULSEN , Leandro Leandro Paulsen PDF Criptografado

Contribuições de intervenção no domínio econômico

sido recepcionada pela Emenda Constitucional n. 33/01, restando, assim, tacitamente revogada por tal emenda. Externamos essa posição, também, em sede doutrinária, em coautoria com ANDREI PITTEN VELLOSO7. Posteriormente, ROQUE CARRAZZA igualmente expressou tal entendimento: “As leis que tratam da Contribuição ao Incra foram revogadas pela Emenda Constitucional 33/01, uma vez que o faturamento, a receita bruta e o valor da operação ou, no caso de importação, o valor aduaneiro, não se confundem com a folha de salários (base de cálculo da Contribuição para o Incra)

[...] a contribuição para o Incra somente seria válida caso se ajustasse, em tudo e por tudo, ao regime jurídico próprio desta figura, inscrito no art. 149, caput e em seus §§ 2o e 3o, da Constituição Federal [...] tal, porém, não se dá, porque a legislação que instituiu a contribuição para o Incra (cuja base de cálculo é a folha de salários) passou, com a edição da EC 33/01, a padecer de inconstitucionalidade superveniente, tendo sido, assim, revogada por este ato normativo”8. O STJ manifestou-se no sentido de que a questão é constitucional e que deverá ser resolvida pelo STF em sede de recurso extraordinário, o que ainda não ocorreu.

Ver todos os capítulos
Medium 9788573076295

Capítulo 17 - Produção Primária – Parte 1

Pinto-Coelho, Ricardo Motta Grupo A PDF Criptografado

c a p í t u l o

17

Produção Primária – Parte 1

A IMPORTÂNCIA DO ESTUDO DE

PROCESSOS NOS ECOSSISTEMAS

Cerca de 99% de toda a biomassa terrestre

é constituída pelas plantas. A fotossíntese é o processo de transformação de energia solar em energia química:

PAR

6 H2O + 6 CO2 ————— → C6H12O6 + 6O2 + 6Pi clorofila onde: Pi = molécula de fósforo inorgânico.

como as plantas respiram, parte da energia obtida é gasta pela respiração aeróbica, processo que ocorre de modo similar tanto nas plantas quanto nos animais, envolvendo as enzimas do ciclo de Krebs e o gasto de fósforo inorgânico (P): enzimas

C6H12O6 + O2 —————— → CO2 + H2O + energia

P

Em ecologia, é interessante a determinação do ponto de compensação, definido como o ponto onde a energia produzida pela fotossíntese iguala-se à consumida pela respiração:

Pb = Pl + R onde: Pb = produção bruta; Pl = produção líquida;

R = respiração.

Dois processos são fundamentais para o entendimento do metabolismo geral dos ecossistemas: produção e consumo de matéria orgânica e ciclagem de nutrientes. Enquanto a produção biológica relaciona-se com a magnitude do metabolismo geral do sistema, o estudo da ciclagem dos nutrientes informa o modo como ocorrem as trocas de materiais entre as porções biótica e abiótica do sistema.

Ver todos os capítulos

Visualizar todos os capítulos